'Ainda bem que hoje ninguém saiu nu, gritando eureka'

Paulo Martins
Política | Publicado em 09/10/2018 às 13:17

A partir de novembro, a central de leitos de Cascavel vai ser integrada ao CONSAMU, se transformando na Central de Regulacao Macro Meste. Espaço físico e equipe profissional estão sendo adequados para isso.

Hoje, quando alguém precisa de transferência para um hospital, a busca e o encaixe da vaga são processos feitos pela central de leitos que fica na 10ª regional de saúde. Mas para otimizar o trabalho, todo esse setor será transferido para o CONSAMU. A ideia é dividir o Paraná em macrorregiões, num projeto em que Cascavel será piloto.

A estrutura física começou a ser preparada para isso. Onde antes funcionava a parte administrativa do Consamu, agora estão operários que trabalham para transformar o espaço na nova central. Móveis, sistema de telefonia e internet estão sendo providenciados para dar suporte aos profissionais.

Além da estrutura física, um novo sistema para transferência de pacientes vai passar a funcionar no próximo mês. O governo do estado desenvolveu um novo software que é mais leve, moderno e ágil. Assim, os médicos reguladores vão precisar de menos tempo para regular os pacientes. E a equipe responsável por isso será toda contratada pelo próprio Consamu. Com a mudança, não serão criados mais leitos, mas logística de ocupação dos que já existem pode ser otimizada.

O comentário de Paulo Martins

 


Eureka...esta palavra grega caracteriza o princípio de Arquimedes, que significa “encontrei”, expressão usada pelo cientista grego ao constatar, numa banheira, o deslocamento de volume de água quando tendo um corpo mergulhado. Ficou tão eufórico com a solução encontrada a um problema de seu rei que, segundo a história, teria saído nu pelas ruas gritando:  “eureka...ou seja...achei...achei” a diferença em relação ao que acabamos de ver é que na história surgiu mesmo uma solução e, aqui, agora, nada mais do que ilusão. 

Ainda bem que hoje ninguém saiu nu, gritando “eureka”...na decisão de amontoar todo o grave problema num lugar só. E por que??? Simples...o problema que castiga a população nesse sentido não é de sistema nem de esquema ou distribuição: o problema sobre o que agora se afirma que “já existe” é que, na realidade, “não existe”...e o que não existe são “leitos”.  “Leitos é o que não há”...a propósito: há também uma figura das antigas revistas de quadrinhos à qual quem sabe se poderia apelar para essa realidade da falta de leitos que deixaram chegar a esse lastimável estado...a figura chamava-se “mandrake...um mágico”. Pena que não pode ser a nossa busca da eureka, pois mandrake era figura de ficção...e do jeito em que está a saúde pública, nem mágico resolveria. Pensem nisso enquanto lhes desejo boa tarde, pretendendo estar de volta logo mais às 18:40 no espaço de ponto de vista. 





Relacionados

Política | 14-11-2018 13:59

'Até hoje não passou de promessa e, que vem a ser "a busca da perimetral"

'Até hoje não passou de promessa e, que vem a ser "a busca da perimetral"

Política | 13-11-2018 13:20

Cristo não vem mais

Cristo não vem mais

Política | 12-11-2018 13:35

Contenha-se em seus limites

Contenha-se em seus limites

Política | 09-11-2018 13:34

'Pilantragens tão sólidas que tendem a permanecer nos esfolando'

'Pilantragens tão sólidas que tendem a permanecer nos esfolando'

PUBLICIDADE