Governo propõe salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano

Redação Tarobá News
Brasil | Publicado em 15/04/2019 às 16:36

Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Pela primeira vez, o valor do salário mínimo ultrapassará R$ 1 mil. O governo propôs salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, o que representa alta de 4,2% em relação ao atual (R$ 998). O valor consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, apresentado hoje (15) pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

Até este ano, o mínimo era corrigido pela inflação do ano anterior medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) de dois anos anteriores. Como a lei que definia a fórmula deixará de vigorar em 2020, o governo optou por reajustar o mínimo apenas pela inflação estimada para o INPC.

A LDO define os parâmetros e as metas fiscais para a elaboração do Orçamento do ano seguinte. Pela legislação, o governo deve enviar o projeto até 15 de abril de cada ano. Caso o Congresso não consiga aprovar a LDO até o fim do semestre, o projeto passa a trancar a pauta. O valor do salário mínimo pode subir ou cair em relação à proposta original durante a tramitação do Orçamento, caso as expectativas de inflação mudem nos próximos meses.




Relacionados

Brasil | 25-04-2019 07:40

Amigo de vítima de Mariana lamenta trancamento de acusação contra executivos

Amigo de vítima de Mariana lamenta trancamento de acusação contra executivos

Brasil | 24-04-2019 21:50

Presídio em Goiás tem fuga de 24 detentos; 14 ainda estão foragidos

Presídio em Goiás tem fuga de 24 detentos; 14 ainda estão foragidos

Brasil | 24-04-2019 20:45

Polícia prende 3,3 mil ladrões, assassinos, pedófilos e estupradores

Polícia prende 3,3 mil ladrões, assassinos, pedófilos e estupradores

Brasil | 24-04-2019 17:10

Agente penitenciário é executado na fronteira com o Paraguai

Agente penitenciário é executado na fronteira com o Paraguai

PUBLICIDADE