Justiça nega pedido de liberdade da avó de Eduarda Shigematsu

Murilo Pajolla
Policial | Publicado em 15/05/2019 às 15:47

A Justiça de Rolândia negou o pedido de liberdade de Terezinha de Jesus, avó de Eduarda Shigematsu. A mulher está presa temporariamente no 3ª Distrito Policial de Londrina desde o dia 30 de abril. 

Segundo o juiz, Terezinha deve permanecer presa porque as investigações, conduzidas pela Polícia Civil, ainda estão em andamento e poderiam ser prejudicadas com a soltura dela. 

Os investigadores ainda analisam áudios de WhatsApp trocados entre os pais de Eduarda, para tentar determinar quem foi o responsável pela morte da menina. 

Eduarda, de 11 anos, foi encontrada morta com marcas de esganadura enterrada nos fundos da casa da família. O pai dela, Ricardo Shigematsu, admitiu que enterrou o corpo, mas nega ter matado a criança. Para a polícia, no entanto, ele é o principal suspeito do crime. 

Com TV Tarobá 



Relacionados

Maringá | 25-05-2019 08:34

Equipe da Rocam recupera carro roubado há 14 anos em Maringá

Equipe da Rocam recupera carro roubado há 14 anos em Maringá

Palotina | 25-05-2019 08:18

Rapaz invade igreja e fere três pessoas com uma faca em Palotina

Rapaz invade igreja e fere três pessoas com uma faca em Palotina

Cascavel | 25-05-2019 07:25

Fox é destruído por incêndio no Cancelli

Fox é destruído por incêndio no Cancelli

Cascavel | 25-05-2019 07:21

PM detém cinco pessoas e apreende drogas no Santa Cruz

PM detém cinco pessoas e apreende drogas no Santa Cruz